Resenhas

Dance Of The Heart – Crítica do Livro

200views

“Dance of the Heart” é um romance de leitura rápida de apenas 118 páginas, no entanto, há muito mais nesta história do que seria de esperar. Em primeiro lugar, Therrian faz um trabalho fantástico ao configurar as cenas, os personagens e o início. Ficou muito claro para mim quem eram os personagens e qual o papel que desempenhavam.

Michael Baldwin é bem-sucedido e próspero. Ele é bem equilibrado em sua carreira como dançarino profissional de sucesso e na vida doméstica com um parceiro de longa data, David. E eles acabaram de construir uma bela casa no Lago Michigan. Tudo vai bem até que seu parceiro principal, que é morbidamente odiado, morre acidentalmente.

Michael tem emoções mistas sobre sua morte, mas ainda mais, emoções mistas quando uma nova parceira de dança, Elizabeth, substitui Margo, a protagonista morta. Michael, reconhecendo ser gay desde que ele consegue se lembrar, é extremamente atraído por Elizabeth. O drama continua enquanto Michael luta com suas emoções e, finalmente, revela seus sentimentos ao seu parceiro David.

Claro, David, como qualquer parceiro ficaria, fica arrasado e reage de acordo. Nesse ínterim, Elizabeth, sendo apenas uma substituição temporária de Margo, retorna para sua casa. Michael, com todas as intenções no lugar, iria contar a Elizabeth como se sentia, no entanto, ela foi embora antes que ele pudesse fazê-lo. Isso resulta em mais emoções confusas para Michael.

“Dança do Coração” tem um nome apropriado, porque certamente há muito dança do coração no livro. Michael alguma vez disse a Elizabeth como ele se sente? Um homem gay pode realmente se apaixonar por uma mulher? A paixão de Michael por Elizabeth era real ou uma fantasia? David muda para outros amantes?

Que história maravilhosa! “Dance of the Heart” é um relato que prova como o amor pode ser complicado. A história de Therrian mostra como nós, como seres humanos, podemos mergulhar em um buraco de confusão quando não seguimos nossos verdadeiros sentimentos. A mãe de Michael, Sally, resumiu melhor dizendo: “Você não pode escolher por quem se apaixona, mas pode escolher o que fazer com isso. No final, tudo depende de você. ”

Leave a Response

x
Enable referrer and click cookie to search for prowebber