Resenhas

Através dos olhos de um sobrevivente – resenha de livro

198views

“Contei essa história a Colette por muitos motivos. Quero que as pessoas entendam o que aconteceu durante a Segunda Guerra Mundial, saibam o que foi feito a nós, judeus, sem nenhuma razão, a não ser que por acaso éramos judeus. Também quero que os jovens aprendam com as coisas que fiz na minha vida que me permitiram sobreviver. Mas minha maior esperança ao compartilhar essa história é que meus pais e outros membros da família não morram em vão. Eu realmente acredito que contar aos outros sobre seus assassinatos e falar contra o genocídio, racismo e ódio pode e fará a diferença. ”

A família de Nina Grutz teve sucesso nos negócios na Polônia. A comunidade os respeitou. A vida de Nina foi rica. “A família Grutz fazia parte de uma população judaica que prosperava em uma época em que quase três quartos dos judeus da Europa chamavam de lar a Polônia.” “Parece-me agora que minha vida antes da guerra era muito feliz e plena. Meu próprio mundinho era regulado e pequeno, mas foi assim que meus pais me criaram e me senti muito seguro. Eu tinha uma boa vida familiar, amava minhas irmãs e até comecei a conviver com os meninos de uma forma social. Não saíamos em encontros como os jovens fazem hoje, mas passávamos um tempo em grupos com parentes ou com os adultos presentes ”.

Então chegou o dia em que o pai de Nina sentiu que não era mais seguro. Um dia, Nina assistiu a uma palestra com uma companheira. Ele percebeu que Nina era judia. “Entrei com ele e descobri que havia alunos mais velhos orientando as pessoas sobre onde se sentar. Eles gritaram: “Judeus do lado esquerdo e poloneses do lado direito!” Eu tinha orgulho de ser judeu, então comecei a ir para a esquerda quando meu companheiro me puxou pela mão e perguntou: “Para onde você está indo?” Nina tinha orgulho de ser judia e nunca tentou disfarçar, mas falava polonês fluentemente e se vestia como todo mundo.

Quando os bombardeios começaram, a família Grutz decidiu que seria mais seguro se separar. Nina foi morar com a tia. A vida nunca foi a mesma para Nina, mas ela não desistiu. Nina ajudou no metrô contrabandeando documentos de viagem. Ela conheceu e se casou com Josef Morecki. A história de Nina é de triunfo.

Esta é uma história que precisa ser contada. Esta é uma história comovente, mas é mais. “Este é um conto de sobrevivência que não é eternamente triste nem deprimente. É, de fato, uma história de esperança e resistência e, em última análise, até prosperidade em uma nova vida em uma nova terra. ”

Colette Waddell é uma escritora extremamente talentosa. Ela com sucesso pinta um quadro de palavras que conta a vida de Nina. É uma honra ler a história de Nina. É contada com humor, o que atesta a personagem de Nina. Estou feliz por ter lido este livro. Deve ser leitura obrigatória para todos. Pois somente quando compreendermos o que aconteceu durante o Holocausto teremos certeza de que nunca mais acontecerá. É com grande honra que recomendo enfaticamente “Through the Eyes of a Survivor” a todos os leitores.

Leave a Response

x
Enable referrer and click cookie to search for prowebber